Últimos assuntos
» Redução de salários em 2010
Seg Jun 06, 2016 4:40 pm por WiseMax

» Sorteio de voos para a Alemanha e iPad 2
Sab Jun 07, 2014 3:44 pm por vaniasvieira

» Coworking S.João da Madeira
Seg Nov 18, 2013 11:19 am por MClara

» O Worten Ultimate Challenge está de volta!
Seg Nov 04, 2013 6:00 pm por PTGAMERLAN

» Clube Macinhatense
Seg Nov 04, 2013 4:34 pm por MClara

» CONCERTOS DE ORGÃO
Qui Out 24, 2013 11:46 pm por MClara

» Associação Bairrada Solidária
Seg Out 14, 2013 2:28 am por MClara

» Vamos ajudar a Mónica
Sex Out 11, 2013 11:26 am por MClara

» Gina Marrinhas em Águeda
Seg Set 30, 2013 10:24 pm por MClara

» Luís Miguel Ferreira
Qua Set 25, 2013 11:05 pm por MClara

» Associacao Bairrada Solidaria - Aniversário
Qua Set 25, 2013 11:01 pm por MClara

» Convivio do Rio Vouga - Clube Macinhatense
Seg Jun 24, 2013 1:10 pm por MClara

» Candidato á presidência da câmara de SJM
Ter Jun 18, 2013 1:09 pm por Reporter On Line

» Feira da Vinha e do Vinho 2013
Seg Jun 17, 2013 10:50 pm por Isabelita

» 17º encontro de Povos da Serra da Lousâ
Seg Jun 17, 2013 10:04 pm por MClara

» MEO XLPARTY@Expocentro - Pombal
Seg Jun 17, 2013 2:27 pm por PTGAMERLAN

» Worten Ultimate Challenge PES 2013 - GT5
Seg Jun 17, 2013 2:26 pm por PTGAMERLAN

» Gerir vida financeira
Dom Jun 09, 2013 2:32 pm por skurtis

» Bichos, Bichinhos e Bicharocos - Althum
Qui Maio 30, 2013 9:24 am por MClara

» Miguel Braga " Like a Tree"
Qua Maio 29, 2013 7:21 am por MClara

» Mealhada
Seg Maio 27, 2013 6:56 pm por MClara

» Castanheira de Pera
Dom Maio 26, 2013 11:10 am por MClara

» Entr'artes/2013
Dom Maio 19, 2013 11:01 pm por MClara

» Trocas e Baldrocas
Sex Maio 17, 2013 3:57 pm por MClara

» DIVERSÃO NOS ESPAÇOS PLAY ZON - Torneio FIFA 13
Sex Maio 03, 2013 3:49 pm por PTGAMERLAN

Conectar-se

Esqueci minha senha

Facebook
Forum Generalista Português

Forum Generalista Português

ON- LINE

contador de visitas
O Tempo não pára!
Volte sempre
contador de visitas
Visitantes
tema
PT
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada


SERA’ TUDO, sò um outro 10 de Junho?

Ir em baixo

default SERA’ TUDO, sò um outro 10 de Junho?

Mensagem por Filipe Martins em Dom Set 18, 2011 2:42 pm

O quadro estava estupendo. Daqueles momentos que a nossa intuiçao diz de se escrever Història. O enorme salao nao seria mais suficiente para poder conter todos. Mas podiamos representar os que nao podiam estar, qualquer coisa assim.

Ansiosos aguardàvamos ouvir a mensagem do Presidente da Rèpùblica e pediamos, um sinal que fosse forte, de uma esperança. Eu de tanto que desejei poder estar là, dizia para comigo: quero entrar, eu quero entrar. Porque quando a porta se abre um deve apenas poder entrar ... e de facto entrando vejo-me quase obrigado a sentar nos lugares da frente. Por um momento pensei que eram todos humildes, mas logo depois, que ninguèm queria estar là na linha da frente. Constatava que os ùltimos sao os primeiros.

Acreditava de poder encontrar ali tantos Lusitanos. Entre homens e mulheres o que pude-se existir de melhor entre os Portugueses. Na verdade conseguia ver para alèm das aparencias. Observava os que dizem Deus nao dà sinal de vida, porque nao se faz ver, està morto. E que dizem a carne ser o que vale mais. Outros, uns timidos, que o espirito atè pode ter o seu valor.

Notava que faltava uma estrategia, como cada um por sua conta, sem direcçao. Como se falta-se uma estrategia Nacional. Lembrava entao a força dos Spartanos estar na unidade, e recordava as legioes Romanas, assim disciplinadas e organizadas, e que tambèm tinha chegado o fim do ùltimo dos Samurais. Que sem o Amor , tudo se acaba por perder no tempo. Mas porra, e se aqui estivessem os ùltimos Lusitanos?. Começo entao a procurar ver em toda aquela gente, quantos de facto desejam a verdadeira liberdade, quantos sao prontos a lutar e a enfrentar a Morte. E’ isso aì, quem quer a vitòria! Os nossos antepassados nao podiam sentir um outro desejo de o poderem estar ali presentes no meio de nòs.

Ao centro do salao estavam todos assim bem vestidos, de fato e gravata, e um deles atè tinha a bandeira do Vaticano. Outros talvez independentes protestam e pedem a justiça. Na direita encontro tantos de cabelos rapados, uns carecas, com os seus ideais. Olho cada um deles e procuro ver o coraçao. Uns outros mais parecem uns romanos, desejando fazer um saluto e comprimentar Cèsar. Mas estes aqui de qual parte estao?!. Alguns outros na esquerda com diferentes tonalidades de vermelho. Tantos grupos diferentes, com tanta divisao, com cada um que à sua maneira procurando levantar o punho. Vi tambèm aqueles que desejam servir um rei. Um grupo de mulheres numeroso, que se lamentam e là com as suas razoes. Tantos outros Retornados que sentem ser vitimas da descolonizaçao. Tambèm excombatentes do Ultramar, que se sentem traidos e que nao sei se querem continuar a lutar? Ou se desejam apenas a reforma merecida. Quem protesta com a bandeira de Olivença. Tantos Emigrantes que sabem nao vao poder voltar, que fazem sentir o que sao saudades. De entre os Lusitanos sao os mais individualistas, vao ficar espalhados no mundo e perguntam como vai ser o Futuro?. Tambèm os que fazem ver hà jà tantos anos nao votam e que desinteressados perderam confiança na classe politica. E procurei nao dar peso, mas na sala, aqui e là, atè escondidas algumas tantas bandeiras Espanholas.

Mas todos estes aqui pertencem à linha de Viriato e Afonso Henriques???.

Finalmente quando entra o Presidente cada um se procura levantar a seu modo. Todos juntos aguardàva-mos um novo rumo para enfrentar todas as nossas dificuldades e vencer a crise. Ou de um sinal que fosse capaz de tocar o nosso coraçao.

Desfraldam bandeiras com todas as cores: escuras e claras. Amarelas, azuis, verdes, encarnadas, brancas,cinzentas. Atè laranjas. Tudo de partidos politicos e de clubes de futebol. E’ um ambiente de festa. Surpreende-me um com uma bandeira de Vilamoura, que faz crer ser de um clube de golf là da zona. Que boas noticias de nova esperança terà para compartilhar connosco?!.

Entao eu levanto a minha bandeira e sinto que estao todos a olhar para mim. Tive-se tirado fora e mostrar a bandeira do Oriental, teria passado despercebido, mas deixei ficar todos surpreendidos porque a minha bandeira è Portuguesa. E constato entao que nem è mal, que nao sò respira, mas tem Vida. E atè tem tantas cores. Pertence aos meus antepassados!.

Tambèm o Presidente curioso repara em mim e nao pode fazer a menos de perguntar-me se tenho eu algum valor? Possas mesmo que nao gosta-se dele, nao me estive-se simpàtico, è o Presidente de todos os Portugueses, e tem o meu respeito. Mas merece uma resposta. Mas qual serà a resposta que ele està à espera?. Nao posso ser ligeiro e superficial. Sim digo-lhe em voz doce: fosse eu de verdade rico, Portugal nao seria assim tanto pobre. Passei tantos daqueles anos ( uma vida ) a cuidar o espirito, mas a quem de vòs pode interessar?. Devia de ter em mim um coraçao grande e um Amor capaz de abraçar cada um de vòs. De ser um verdadeiro filho de Deus e ter conquistado o verdadeiro Amor e a verdadeira Liberdade. Durante tantos anos estive longe de Portugal, procurando descobrir quanto a Terra redonda, seja enorme. Procurando fazer respirar o meu espirito. Sou eu que devo pensar à minha Perfeiçao e nao esperar o resultado dos outros. E ainda faltam resultados. Abandonei Portugal, nada pude fazer pela naçao onde nasci e andei um pouco por tantos lugares diferentes.

Comovido pedia desculpa a todos. Era sò eu a causa de tantos males e misèrias. Agora por fim todos sabiam que sò eu o responsàvel de Portugal estar assim tanto pobre. Prometo mudar e passar a ser mais exigente comigo, porque apenas eu devo ser melhor. O ter estado longe tantos anos e ter realizado um percurso dificil, oferecia porèm a possibilidade de entrar e ver tudo mais claro. Faltando a unidade como pode existir força e coesao. Porque sem unidade nao pode haver vitòria.

Era evidente a minha falta de recursos. Tantos se aperceberam. Apenas talvez pude-se mostrar ao mesmo tempo o que fosse a coragem e o de ter as coisas maduras là no lugar. Nao posso provar vergonha em ser Portugues. Conheci os meus pais e os meus avòs, e ainda tanto tempo sòzinho, sempre senti que faço parte de um grande povo, que deve renascer e renovar-se.

Todos estavam maravilhados. Disse mais, que quando conseguir a Vitòria vou querer lembrar cada um de vòs e chamar todos para fazer festa. Porque aquela è a nossa terra, è là que vamos mostrar a nossa força ,è là que vamos lutar. Que nao vejo a hora de poder estar là a viver, mesmo com todas as dificuldades. Porque se Portugal perde è entao absolutamente uma derrota de todos nòs.

Como tive-se abandonado aquele nobre salao, apenas por uns instantes, vejo-me em um campo de batalha, mortos e feridos por toda a parte. Os que pedem ajuda, auxilio, sem esperança por terra caidos. Sòzinhos e abandonados. Tambèm sao mortos todos os que nao dao sinal de Vida. Pensei entao que os mortos tinham morrido por mim tambèm e desejei tanto poder dar-lhes honra e dignidade a todos eles. Estava ali entao uma bandeira velha, direi em mau estado, e com ela começo a correr. Podia nao ser compreendido mas sentia de correr. Desejava passar por entre todos e de poder tocar cada um. Uns estavam mal de pè, outros caidos por terra e saltava entre alguns que procuravam levantar-se. Era uma bandeira que valia mais que uma espada, porque determinado queria levantar a bandeira. Eram tantos os que ficavam surpreendidos a olhar. E’, serà apenas espirito? Sò pensei à ideia que os meus filhos um dia vao ter de mim. Porque porra nao somos apenas aquilo que comemos e vestimos. O facto que um nao seja bem vestido, nao significa que o seu coraçao possa ser miseràvel. Porque pode mostar um amor profundo e quente.

Temos tambèm emoçoes e sentimentos, e cada um tem o seu valor, nao pelas suas ideias mas por aquilo que é. Quando vimos os tomates vermelhos sabemos que estao maduros, e qual seja o momento certo para a vindima. E atè nos apercebemos na temperatura que em seus valores no ar è ou nao normal para a estaçao. Mas nao vai mudar nada, se continuarmos a ser as mesmas pessoas.

Filipe Martins
Visitante
Visitante

Sexo : Masculino Idade : 57
Emprego/lazer : motorista
Pontos : 2540
Data de inscrição : 17/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum