Últimos assuntos
» Redução de salários em 2010
Seg Jun 06, 2016 4:40 pm por WiseMax

» Sorteio de voos para a Alemanha e iPad 2
Sab Jun 07, 2014 3:44 pm por vaniasvieira

» Coworking S.João da Madeira
Seg Nov 18, 2013 11:19 am por MClara

» O Worten Ultimate Challenge está de volta!
Seg Nov 04, 2013 6:00 pm por PTGAMERLAN

» Clube Macinhatense
Seg Nov 04, 2013 4:34 pm por MClara

» CONCERTOS DE ORGÃO
Qui Out 24, 2013 11:46 pm por MClara

» Associação Bairrada Solidária
Seg Out 14, 2013 2:28 am por MClara

» Vamos ajudar a Mónica
Sex Out 11, 2013 11:26 am por MClara

» Gina Marrinhas em Águeda
Seg Set 30, 2013 10:24 pm por MClara

» Luís Miguel Ferreira
Qua Set 25, 2013 11:05 pm por MClara

» Associacao Bairrada Solidaria - Aniversário
Qua Set 25, 2013 11:01 pm por MClara

» Convivio do Rio Vouga - Clube Macinhatense
Seg Jun 24, 2013 1:10 pm por MClara

» Candidato á presidência da câmara de SJM
Ter Jun 18, 2013 1:09 pm por Reporter On Line

» Feira da Vinha e do Vinho 2013
Seg Jun 17, 2013 10:50 pm por Isabelita

» 17º encontro de Povos da Serra da Lousâ
Seg Jun 17, 2013 10:04 pm por MClara

» MEO XLPARTY@Expocentro - Pombal
Seg Jun 17, 2013 2:27 pm por PTGAMERLAN

» Worten Ultimate Challenge PES 2013 - GT5
Seg Jun 17, 2013 2:26 pm por PTGAMERLAN

» Gerir vida financeira
Dom Jun 09, 2013 2:32 pm por skurtis

» Bichos, Bichinhos e Bicharocos - Althum
Qui Maio 30, 2013 9:24 am por MClara

» Miguel Braga " Like a Tree"
Qua Maio 29, 2013 7:21 am por MClara

» Mealhada
Seg Maio 27, 2013 6:56 pm por MClara

» Castanheira de Pera
Dom Maio 26, 2013 11:10 am por MClara

» Entr'artes/2013
Dom Maio 19, 2013 11:01 pm por MClara

» Trocas e Baldrocas
Sex Maio 17, 2013 3:57 pm por MClara

» DIVERSÃO NOS ESPAÇOS PLAY ZON - Torneio FIFA 13
Sex Maio 03, 2013 3:49 pm por PTGAMERLAN

Conectar-se

Esqueci minha senha

Facebook
Forum Generalista Português

Forum Generalista Português

ON- LINE

contador de visitas
O Tempo não pára!
Volte sempre
contador de visitas
Visitantes
tema
PT
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada


Maravilhoso, composiçao de uma melodia livre.

Ir em baixo

default Maravilhoso, composiçao de uma melodia livre.

Mensagem por Filipe Martins em Sex Jan 06, 2012 7:56 pm

Encontro uma cidade com tanto de esplendor, e de tanto turismo. Salzburg è uma bela cidade da Austria e Mozart o seu ponto de referimento. Depois qualquer lugar nos fala de Mozart, da sua mùsica e da sua obra. E nao sò contagia mas acaba por nos inspirar tambèm.

Chocolates, chocolatinhos, grandes chocolates, tudo rigorozamente com a sua fotografia. O seu perfume, e o seu licor tambèm. Por toda a parte se podem sentir as suas mùsicas e melodias. Fantàstico!. Que sensibilidade a sua. Quem nao gostaria de ter podido estar mais perto dele. Com as suas notas como um teria podido ver a vida de modo diferente.

Nao sei se algum dos tantos presentes encontrou Mozart tambèm e se recebeu alguma inspiraçao, porque o seu espirito è presente, mas senti na minha intuiçao que era um apaixonado pela natureza e creio tudo o inspira-se. Contemplava o ambiente ao seu redor e fazia as composiçoes. O podia sentir na frescura das àrvores, o chilrear dos passarinhos que exprimem nas suas notas a sua sensibilidade, na àgua que corre no seu leito, no vento que sopra e que tantas vezes nao sabemos para onde vai. A chuva quando cai, que desce e nos toca. E de um temporal onde podes ver os relampagos e a trovoada. Tantos sons diferentes, tantas cores e tonalidades. Meditava e começava a sentir os sons na sua mente. Que mùsica maravilhosa, e depois aqueles valzers. Magnifico. Extraordinàrio.

Uma discussao, uma zaragata, o autoclismo na casa de banho ( bem talvez esteja a exagerar) ou um simples arroto apòs ter consumado uma refeiçao no periodo da sua digestao. Tudo servia para o poder inspirar. Mas tambèm de verdade nas làgrimas por ter perdido os seus filhos! O sentimento. Foi um grande mùsico e aqui està o seu valor.

Este è um lugar inspirado, provo alegria por o estar aqui e começo a desejar tambèm uma inspiraçao. A verdade è que começo a poder sentir as suas melodias, e entre uma e outra encontro algum equilibrio. Entao na minha mente reparo em mim que observo Jesus que de joelhos està a orar no jardim do Gètsmani para que se afaste dele aquele càlice... Mas nao ,nao quero pensar que seja por um momento de fraqueza, de medo. Nao quero pensar mesmo por um sò minuto. Nao foi esta ideia que alimentei durante todos estes anos.

Quando estive na Amèrica vim a saber de um que na guerra da Independencia, no momento que estava para ser executado, lamentar de sò ter uma vida para dar pelo seu paìs. Muito mais recentemente na guerra do Irak, um italiano de Genova, quando estava para ser condenado e com a arma apontada à cabeça diz aos seus executores: - vos faço ver como morre um italiano. Mas um facto è que quando estive a viver no Oriente creio de ter compreendido o valor da palavra e a honra. A coragem. O còdigo dos Samurais. Acredito que Jesus nao tenha sido compreendido profundamente. Para mim Jesus nao pode ser uma alma menos nobre. Nao exitaria a morrer mil vezes se a cruz fosse a Salvaçao!!! Pensar ter provado uma vacilaçao pode ser para mim nao o ter compreendido a sua Vida e o seu Espirito, mas e sobretudo o seu sentimento. Jesus compreendeu profundamente o coraçao de Deus e como podia mostrar a fraqueza se aquela fosse a vontade original, e a estrada para salvar a humanidade. Nao pode ser um fraco, um sem coragem e um sem personalidade! Mas pergunto o porquè de preparar um povo durante tantos anos para receber o Messias? Para depois ser crucificado?. Entao Judas devia estar feliz por ter representado todos nòs, nao sentir vergonha por ser um traidor e no final sabemos veio a sentir-se como um desesperado.

Vejo Jesus de uma outra perspectiva. Ele conhecia a verdadeira identidade de Satanàs, a natureza do pecado e que Satanàs durante toda a Història tem procurado destruir a nossa imagem de filhos e filhas de Deus. Jesus queria restaurar a famila de Adao e Eva que com Lùcifer pecaram e que deram inicio a um mundo de falso amor e egoismo. Aquele mundo que è o nosso onde todos nòs hoje estamos a viver. Queria dar inicio ao Reino dos Cèus aqui na Terra fisicamente, nao de qualquer coisa apenas com uma base espiritual. Na ignorancia nao pode haver Perfeiçao, mas apesar de tanta incompreensao, sempre sentiu de ser um Filho verdadeiro de Deus.

A crucificaçao seria apenas uma vitòria com uma fundaçao espiritual. A sua morte na cruz valia bem pouco, nao lhe interessava uma pequena vitòria, porque quase tudo ficava na mesma. Ele no jardim pedia uma outra oportunidade. Mesmo sòzinho sem que nenhum de nòs o pode-se compreender e o aceita-se profundamente de qualquer forma , queria a vitòria – este è o seu Espirito. Sabia que iriamos continuar a sofrer e a esperar pela Liberdade. A verdadeira Liberdade. Estava determinado a acabar com este mundo de mal, mas nenhum dos discipulos no jardim estava pronto a dar a vida por ele e adormecendo , o deixaram sòzinho.

Sempre que penso mesmo o estar sòzinho e dentro de si, o nao exitar, impressiona-me tanto. Ele tinha outros objectivos, queria uma vitòria completa. Aquele povo devia aceità-lo, precisava de casar-se, dar vida a Filhos sem pecado e o multiplicar a sua Vida e meter um ponto ao mundo de falso amor que construiram os nossos antepassados.

O Reino dos Cèus nao pode ser qualquer coisa de abstracto sei là nas nuvens, ou de qualquer nìvel da alcançar e encontrar , apòs a “morte”. E’ o Ideal de Deus que està dentro de nòs. Homens e Mulheres que se amam com verdadeiro Amor e que dando Vida a Filhos, multiplicam a Vida e se tornam cocriadores com Deus. Onde existe o Amor sò se pode respirar o Amor. A verdadeira Liberdade è tu nao seres escravo do pecado. O Reino dos Cèus è para ser realizado aqui sobre a Terra, com todos nòs que o desejamos e o queremos. Precisamos de o construir! Os milagres nao mudam a tua vida. Na cruz onde estavam todos aqueles que tinham aceitado Jesus e que dele tinham recebido alguma coisa?

Quando Jesus diz: “ Meu Deus, meu Deus porque me abandonas-tes,” pode atè ter sentido de estar sòzinho, nao aceite como o Messias anunciado, rejeitado pelo seu pròprio povo por nao ter os requisitos necessàrios,mas compreendeu como Deus se sentiu quando o abandonàmos no jardim do Eden, mas mesmo sò, vendo naquele momento tudo o que tinha ficado por fazer sem quase nada de concreto por reclamar, continua a mostrar uma alma nobre, fora do vulgar e de tanta coragem, com Vivo o seu Espirito.

O seu Filho ali na cruz era para Deus ainda uma dor maior, que a queda de Adao e Eva com Lùcifer. O seu coraçao estava cheio de dor, tristeza e sofrimento. Nao podia ver o seu Filho daquela forma. Jesus compreendeu a dor de Deus quando todos nòs o abandonàmos. Jesus podia ver que iriamos ainda ficar mais longe e que nos esperava o curso do filho pròdigo. O Reino dos Cèus ficava por realizar atè aos dias de hoje.

Cada vez que podemos ouvir a mùsica de Mozart nos podemos dar conta da sua sensibilidade e do seu caràcter, da sua originalidade. O seu espirito està tambèm nas suas melodias, foi um mùsico de tanto talento.

Os Austriacos sao orgulhosos das suas tradiçoes e costumes. A Salisburgo entràmos em uma festa privada para fazer de curiosos. E porque os nossos vestidos nao eram iguais aos seus trajes tipicos, olharam para a minha familia e de com um sorriso procuraram mostrar aceitar-nos. Manteem vivos hàbitos e tradiçoes e em aquelas mesas compridas reparei todos juntos cada um com a sua caneca de cerveja, quase como um sò espirito. Entao mais tarde todos juntos procuravam levantar um grande tronco de madeira com uma pequena àrvore na sua extremidade, que podia atè ser como simbolo a “ àrvore da Vida”. A àrvore da vida no jardim do Eden. Tantos observavam, mas tantos eram aqueles tambèm que colaboravam unindo esforços e energias, nao cada um por sua conta. Senti um grupo forte onde existia tanta coesao. Sincronizados uniam esforços no mesmo objectivo. Nao contei quantos eram, mas ainda là estive uns momentos.

Da minha parte meditava a quantos nossos antepassados desejaram dar-nos um Portugal melhor, e distraido,imaginava a querermos levantar todos juntos hoje Portugal. Quem à direita, uns ao centro e outros na esquerda, mas todos como procurando a unidade para realizar os mesmos objectivos, Se na verdade sao fortes ou nao os laços que nos unem. Perde-se sempre tanto tempo com aquilo que jà nos divide e esquecemos depressa o que nos pode unir que è sempre mais.

Nao podemos pensar ser sempre tudo muito complicado e dificil. Sem enfrentar a “crise” como a vamos poder vencer? E a nossa vitòria? Ou serà que estamos talvez esperando que venha Viriato, Afonso Henriques, ou um outro qualquer, para nos dar a vitòria,e que façam uma grande festa para onde nos convidarem todos?.

Filipe Martins

Filipe Martins
Visitante
Visitante

Sexo : Masculino Idade : 57
Emprego/lazer : motorista
Pontos : 2478
Data de inscrição : 17/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum