Últimos assuntos
» Redução de salários em 2010
Seg Jun 06, 2016 4:40 pm por WiseMax

» Sorteio de voos para a Alemanha e iPad 2
Sab Jun 07, 2014 3:44 pm por vaniasvieira

» Coworking S.João da Madeira
Seg Nov 18, 2013 11:19 am por MClara

» O Worten Ultimate Challenge está de volta!
Seg Nov 04, 2013 6:00 pm por PTGAMERLAN

» Clube Macinhatense
Seg Nov 04, 2013 4:34 pm por MClara

» CONCERTOS DE ORGÃO
Qui Out 24, 2013 11:46 pm por MClara

» Associação Bairrada Solidária
Seg Out 14, 2013 2:28 am por MClara

» Vamos ajudar a Mónica
Sex Out 11, 2013 11:26 am por MClara

» Gina Marrinhas em Águeda
Seg Set 30, 2013 10:24 pm por MClara

» Luís Miguel Ferreira
Qua Set 25, 2013 11:05 pm por MClara

» Associacao Bairrada Solidaria - Aniversário
Qua Set 25, 2013 11:01 pm por MClara

» Convivio do Rio Vouga - Clube Macinhatense
Seg Jun 24, 2013 1:10 pm por MClara

» Candidato á presidência da câmara de SJM
Ter Jun 18, 2013 1:09 pm por Reporter On Line

» Feira da Vinha e do Vinho 2013
Seg Jun 17, 2013 10:50 pm por Isabelita

» 17º encontro de Povos da Serra da Lousâ
Seg Jun 17, 2013 10:04 pm por MClara

» MEO XLPARTY@Expocentro - Pombal
Seg Jun 17, 2013 2:27 pm por PTGAMERLAN

» Worten Ultimate Challenge PES 2013 - GT5
Seg Jun 17, 2013 2:26 pm por PTGAMERLAN

» Gerir vida financeira
Dom Jun 09, 2013 2:32 pm por skurtis

» Bichos, Bichinhos e Bicharocos - Althum
Qui Maio 30, 2013 9:24 am por MClara

» Miguel Braga " Like a Tree"
Qua Maio 29, 2013 7:21 am por MClara

» Mealhada
Seg Maio 27, 2013 6:56 pm por MClara

» Castanheira de Pera
Dom Maio 26, 2013 11:10 am por MClara

» Entr'artes/2013
Dom Maio 19, 2013 11:01 pm por MClara

» Trocas e Baldrocas
Sex Maio 17, 2013 3:57 pm por MClara

» DIVERSÃO NOS ESPAÇOS PLAY ZON - Torneio FIFA 13
Sex Maio 03, 2013 3:49 pm por PTGAMERLAN

Conectar-se

Esqueci minha senha

Facebook
Forum Generalista Português

Forum Generalista Português

ON- LINE

contador de visitas
O Tempo não pára!
Volte sempre
contador de visitas
Visitantes
tema
PT
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada


Hoje SONHEI.

Ir em baixo

default Hoje SONHEI.

Mensagem por Filipe Martins em Sab Fev 11, 2012 3:53 pm

Hoje tive um sonho. Nòs que sonhamos, sonhamos sempre. Somos pessoas extraordinàrias em um tempo onde todos sò sabem falar da crise e lamentar-se. Conseguimos fazer sonhos. Dormimos pouco e muitas sao as vezes que nos levantamos cedo.

Hà aqueles que caminham pelas ruas do Porto e de Lisboa. Outros preferem ainda outras cidades. Sobem e descem, vao por ali e por là. Ainda uns outros preferem pequenas aldeias e vilas do interior. Sabem que nao vao poder voltar porque teem as suas vidas estruturadas de um outro modo. Que sonham e que procuram realizar os seus sonhos.

Sim è verdade os emigrantes sao pessoas provadas, tanto duros e assim generosos. Aceitam tanta coisa e o que teem de mais è espirito de sacrificio. E tudo porque querem e desejam a vitòria. Assim elàsticos mas e sobretudo uns lutadores. Quem pode pensar que sao uns pobres, gente da minha terra pouco qualificada, e de tantos pouco recursos?. Determinam-se a realizar objectivos e a estar sempre de pè. Quem poderà encontrar uma vida fàcil?.

Encontro tantos emigrantes que por là caminham. De reencontrar aquele espaço de terra e o visitar familiares e amigos. Entao o de desejar poder beber aquela àgua e sentir aquele vinho. Mas e serà que là faz tanto calor?. Quem caminha e anda junto ao mar tanto da poder sentir as ondas e o vento. E logo pelo nascer do dia contemplam tambèm os campos no Alentejo. Tantos se dedicam à meditaçao.

Por apenas uns instantes lembro quantos Portugueses encontràmos no Luxemburgo, de quantas bandeiras Portuguesas hasteadas em França. E de na Suiça quantos Portugueses sem ter a vergonha de mostrar qual è a sua bandeira. Quem pode pensar de verdade que sao uns patetas, uns parvos. Desejo que possam inserir-se bem onde estao, cuidar os seus filhos e que possam conseguir a vitòria. Que possam encontrar uma nova terra e de um novo mundo! Ao lado da bandeira Portuguesa uma outra de onde estiverem a viver. Porque a nossa cultura è Universal. Poucos vao poder voltar um dia, mas nunca ninguèm vai poder encontrar nas compras de um emigrante um produto que nao seja Portugues, sò pelas saudades.

Um deve ter esperança no Futuro e continuar a ir sempre em frente. Nao importa quanto a situaçao possa ser dificil. Um deve lutar sempre, nao render-se ou o deixar-se abater.

Muitos de nòs atè se podem estar a preparar para morrer um destes dias, mas eu quero pensar que ainda tenho tudo parta fazer. Falta pouco tempo para poder estar em Portugal, quero pensar que tenho quatro filhos ainda pequenos e que sò podem contar comigo. Preciso de construir um Portugal melhor e o de conseguir a minha vitòria. Nao quero pois estar preocupado de como e de onde morrer, nao me interessa. Ou o de se os outros fazem a sua parte ou nao. Eu devo fazer a minha parte, estar pronto e o de nao tirar-me para tràs.

Para nòs Portugueses Portugal è a Terra prometida, onde corre tanto leite e mel. Como posso esperar um Portugal melhor sem a minha participaçao?! Sempre que penso ser o pior de todos os Portugueses è uma motivaçao de poder melhorar. Apenas devo estar preocupado de quando a morte desejar abraçar-me eu sentir que valeu a pena viver, e que nao fui encontrado de surpresa.

Tambèm eu gosto de caminhar junto ao mar e o poder sentir as ondas e o vento. Algumas vezes passo pela Boca do Inferno. Outras vezes passo por Alvarenga (Arouca), outras por Samora Correia (Ribatejo), no cemitèrio onde sempre esteve a minha mae. A Carne vale mas o Espirito nao è de menos!

Agora para um pouco poder elevar-me começo a subir a Serra da Estrela. Posso atè encontrar um sinal que possa tocar o meu coraçao?. Caminho e enquanto subo procuro tambèm uma soluçao para que Portugal possa sair da “crise”. Nao deixava de pensar como Viriato gostaria de poder viver um destes dias, mas que tantas coisas mudaram. Os Lusitanos hoje estao divididos em tantas questoes importantes e cada um continua a ir na sua direçao, de um individualismo nunca mais visto. Sentem-se cada vez mais pobres. E que interessa sinceramente que outros povos atè falem a nossa lingua quando nem entre nòs somos capazes de desejar-mo-nos um pouco de bem?. Se entre nòs nao existe o AMOR!!!

No alto da serra encontro uma bandeira Portuguesa ali por terra, velha e em mau estado. Porra, mas que quer isto dizer, que sinal è este aqui?. Esta bandeira nao è a minha. A quem terà pertencido? Podia atè pertencer a alguèm que a abandonou, de alguem que nao quer ou nao pode lutar. Mas se a deixo ali por terra, nao sei quem virà apòs mim. Passa a ser minha, o faço pelos meus filhos e pelo meu povo. O faço pelos meus antepassados! Ainda que nao fosse grande coisa, compreendi o conceito que nao pode existir um Portugal novo sem pessoas novas. Os meus filhos teem o meu amor e a minha vida, estou pronto a lutar.

Dois mil metros nao è nada mal e na parte alta da serra, è maior o campo de visao, e aumentam os horizontes. O ar que se respira è bom, mas se faz tarde e deixo-me abandonar por completo em cima de uma rocha e là fico estendido. Aos poucos sinto o calor que aquela pedra trasmita ao meu corpo e que por fim toca o meu Espirito. Sinto entao tanto Amor e carinho e imagino que ali naquele momento estao os meus antepassados. Comovi-me quando pensava que tantas vezes senti amor no meu coraçao e desejei tanto abraçar os meus antepassados e em vez eram eles que estavam desejando abraçar-me. E que podiam tocar-me...

Mesmo que ninguèm pude-se ouvir-me senti de gritar bem forte e alto. Portugal nao te deixes morrer. Pudemos aprender tanto com os erros e fazer um novo inicio!. Ali, là estive uns momentos enquanto começo a descer a Serra vejo que o Cèu è estrelado, e quando olho em baixo luzes que se acendem aqui e ali, là acolà. Ouço a voz de um velho que faz-me saber ter feito bem em ficar com aquela bandeira. Era a sua e devo cuidar bem dela. Nao sei de onde saiu, mas creio que sempre ali esteve comigo. Entao perguntou-me se eu nao tinha vergonha de ser Portugues. Respondi-lhe que soube quem foram os meus pais, e que conheci quem foram os meus avòs. Disse-lhe que tinha tocado o meu coraçao, e o meu orgulho. Quando este velho olha para mim nos seus olhos encontro tanta força e desejava saber que familia construiu, qual vida foi a sua.

Se fosse capaz de desenhar queria fazer um belo quadro, e usar tantas cores. Gostaria tanto de poder escrever uma bela poesia e là poder meter tantas flores e umas borboletas. Mas hà pessoas que o sabem fazer. Desejaria entao fazer uma extraordinària composiçao, mas nao sei escrever bem. O meu Portugues nao è culto e refinado e nao sei como usar tantos substantivos e adjectivos. Poderia vir atè a ofender tantas sensibilidades, almas mais sensiveis e cultas. Quria poder cantar uma cançao, a poder transmitir alguma alegria, mas nao ,e nao sei contar anedotas para fazer rir. Ou o conseguir, ser capaz de fazer um daqueles golos extraordinàrios, que pude-se levar todos a mostrar a sua bandeira e levantà-la, isto sim seria magnifico, maravilhoso.

Tive um sonho .Sonhei e sabes, eu e tu tinhamos sido escolhidos, para levantar Portugal. Para construir um Portugal Novo, com uma nova mentalidade, uma nova geraçao. E seria perder tempo, de uma falsa humildade, verificar se somos ou nao as pessoas com mais condiçoes, para iniciar uma nova Història. De um ponto de vista exterior podemos poder parecer nao ter tanto valor, mas muda tudo se temos o Espirito e este està vivo dentro de nòs.

Que interessa se nao somos os melhores, que interessa saber se somos qualificados ou nao, porque estao là todos à nossa espera.Sò nòs podemos conseguir a vitòria! Começa a faltar jà pouco tempo para mim para poder estar là e estou determinado. Jà escrevi o meu testamento, a Vida tem um grande valor. Vale a pena lutar, sempre. Desejo que tu possas estar là comigo na linha da frente. Todos desejam o Amor, mas mais que darem todos procuram receber.
...E entao quando estava para poder abraçar-te, acordei. Mesmo que tu nao sintas de estar pronto eu vou estar là e comigo levo a minha familia. Nunca faças conta com o resultado dos outros, porque os outros podem encontrar sempre mais dificuldades. Tu deves vencer, e quando caires levanta-te ainda mais forte. Prova, reprova, insiste, nao aceites a derrota.

Filipe Martins
Visitante
Visitante

Sexo : Masculino Idade : 57
Emprego/lazer : motorista
Pontos : 2540
Data de inscrição : 17/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum