Últimos assuntos
» Redução de salários em 2010
Seg Jun 06, 2016 4:40 pm por WiseMax

» Sorteio de voos para a Alemanha e iPad 2
Sab Jun 07, 2014 3:44 pm por vaniasvieira

» Coworking S.João da Madeira
Seg Nov 18, 2013 11:19 am por MClara

» O Worten Ultimate Challenge está de volta!
Seg Nov 04, 2013 6:00 pm por PTGAMERLAN

» Clube Macinhatense
Seg Nov 04, 2013 4:34 pm por MClara

» CONCERTOS DE ORGÃO
Qui Out 24, 2013 11:46 pm por MClara

» Associação Bairrada Solidária
Seg Out 14, 2013 2:28 am por MClara

» Vamos ajudar a Mónica
Sex Out 11, 2013 11:26 am por MClara

» Gina Marrinhas em Águeda
Seg Set 30, 2013 10:24 pm por MClara

» Luís Miguel Ferreira
Qua Set 25, 2013 11:05 pm por MClara

» Associacao Bairrada Solidaria - Aniversário
Qua Set 25, 2013 11:01 pm por MClara

» Convivio do Rio Vouga - Clube Macinhatense
Seg Jun 24, 2013 1:10 pm por MClara

» Candidato á presidência da câmara de SJM
Ter Jun 18, 2013 1:09 pm por Reporter On Line

» Feira da Vinha e do Vinho 2013
Seg Jun 17, 2013 10:50 pm por Isabelita

» 17º encontro de Povos da Serra da Lousâ
Seg Jun 17, 2013 10:04 pm por MClara

» MEO XLPARTY@Expocentro - Pombal
Seg Jun 17, 2013 2:27 pm por PTGAMERLAN

» Worten Ultimate Challenge PES 2013 - GT5
Seg Jun 17, 2013 2:26 pm por PTGAMERLAN

» Gerir vida financeira
Dom Jun 09, 2013 2:32 pm por skurtis

» Bichos, Bichinhos e Bicharocos - Althum
Qui Maio 30, 2013 9:24 am por MClara

» Miguel Braga " Like a Tree"
Qua Maio 29, 2013 7:21 am por MClara

» Mealhada
Seg Maio 27, 2013 6:56 pm por MClara

» Castanheira de Pera
Dom Maio 26, 2013 11:10 am por MClara

» Entr'artes/2013
Dom Maio 19, 2013 11:01 pm por MClara

» Trocas e Baldrocas
Sex Maio 17, 2013 3:57 pm por MClara

» DIVERSÃO NOS ESPAÇOS PLAY ZON - Torneio FIFA 13
Sex Maio 03, 2013 3:49 pm por PTGAMERLAN

Conectar-se

Esqueci minha senha

Facebook
Forum Generalista Português

Forum Generalista Português

ON- LINE

contador de visitas
O Tempo não pára!
Volte sempre
contador de visitas
Visitantes
tema
PT
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada


QUANTO PODE VALER UMA BANDEIRA?

Ir em baixo

default QUANTO PODE VALER UMA BANDEIRA?

Mensagem por Filipe Martins em Sab Maio 05, 2012 6:22 pm

O bacalhau estava òptimo e o vinho nao era nada mal. Escolhi caminhar junto ao mar e de estar comigo porque espero dias dificeis. Tantos obstàculos vou ter de enfrentar e preciso de ser forte, porque devo sò contar com as minhas forças. Preciso de construir a minha vitòria!.

Serà que ainda falta tanto para poder encontrar o verdadeiro equilibrio? Serà que preciso passar a morte para poder encontrar o verdadeiro valor da Vida? Andava sobre a areia, sentia o vento na minha face e chegavam as ondas que lentamente faziam que entra-se na imensidao do mar. Desejei poder encontrar qualquer um dos meus antepassados. Entre uma onda e uma outra desejo nao sò molhar os pès, mas entrar com todo o corpo e molhar-me completamente. Nao apenas uma inspiraçao, mas ao mesmo tempo, encontrar soluçao para tantos problemas, uma estrada para Portugal poder sair da crise. Se sao apenas sinais dos tempos, ou de uma crise de valores?.

Distraido algo toca o meu coraçao quando lembro os primeiros pioneiros que desejavam um novo mundo e de uma nova terra. E' isso aì, tambèm eu protesto, desejo uma Nova terra e de um Novo mundo. Eles queriam ser livres e tinham um sonho por realizar. Queriam lutar e esta era a sua força, sabiam que estava tudo para fazer. Partir do zero e que nao deviam pensar apenas na sua vitòria ao seu bem-estar. Deviam estabelecer uma fundaçao forte para os seus filhos. Havia que poupar energias e todos juntos centrar a mesma direcçao. Estavam dispostos a sacrificarem tanto para ganharem as suas coisas. Este è o preço da verdadeira liberdade.

Quantos Portugueses morreram por esperar e a desejar um Portugal melhor. Muitos de nòs podem atè jà estar a preparar-se para morrer um destes dias, mas quero pensar que tenho tudo para fazer. Nem estar preocupado de como e de onde morrer. Como podemos desejar um Portugal melhor e diferente com as mesmas pessoas?. E' preciso uma nova geraçao. Vinho Novo vai em odres novos.

Os emigrantes podem parecer uma força isolada, pessoas simples, com poucos recursos, mas procuram a vitòria e querem um futuro melhor. Teem um espirito de luta e usam uma marcha a mais. Nao existem vitòrias fàceis. Cada um com a sua estrategia procura a sua vitòria. Nao podes esperar pelos outros, tu deves procurar vencer. E è importante uma vitòria que seja clara. Inserir-se bem em qualquer lugar, porque senao os teus filhos encontraram as mesmas dificuldades. E pensar para mim que tantas vezes os nossos pontos de referimento sao outros. Aqueles modelos assim longe de nòs de vida fàcil, uns vaidosos nao sei do què, que deixam um vazio assim grande da preencher. Quem tem um diploma, por certo frequentou a Universidade, fala e escreve correctamente o Portuguès e pode atè ser um advogado, entrar na politica e hoje ser deputado na AR, tudo por desejo de justiça, mas sem necessàriamente ter espirito!

O emigrante pode verificar que esta classe politica nao è ambiciosa e nen tem a visao do Futuro. Como perder tempo com aquilo que jà nos divide quando temos de enfrentar a crise e superà-la. Posso compreender porque os portugueses nao querem votar e o de nao quererem participar. Nao sentem de estar mobilizados e passivos, tornam-se espectadores da història. Algumas vezes medito se Portugal continuaria assim tanto pobre, se tantos de nòs, nao tivessemos partido?. Lembro o ano passado quando visitàmos o Luxemburgo, de quantos portugueses como nòs estao a viver là. Ouve-se a nossa lingua por toda a parte, e compreendi ,porque nao vimos as bandeiras portuguesas expostas. Mas em França, tanto a Paris como nos castelos da loira, vimos tantas bandeiras portuguesas, algumas vezes com a francesa ao lado. Assim como tambèm na Suiça, mas aquelas bandeiras , que significado mais profundo poderao ter?. Um dia de manha, visitando o centro de Paris, em coluna parados no trafego, todos olhavam um jovem que na sua camioneta tinha uma enorme bandeira portuguesa. Mas quanto pode valer este aqui?. Quem pode pensar que è um pobre coitado, um parvo e um ignorante. Se apenas por um momento pensa-se desta forma, tantas coisas nao podia ver. Quando o comprimentàmos nos respondeu em françes. Desejei pensar que fosse um filho da segunda geraçao e que nao fala-se a nossa lingua. Para comigo acreditei que deve ser extraordinàrio ter pessoas assim ao nosso lado para lutar. Nao por uma equipa de futebol, mas porque somos um povo e temos uma identidade. A ùnica coisa que nos pode unir profundamente nao è um prato de bacalhau com grao, um cozido à portuguesa, umas iscas ou de umas tripas à moda do Porto, mas de sentirmos que em comum temos o mesmo destino, a mesma Història para Restaurar, os mesmos antepassados e de sobretudo a mesma bandeira. Penso sempre quanto a unidade seja importante.

Desejaria de poder falar um Portugues elegante capaz de poder tocar o coraçao de todos vòs. Usar tantos substantivos e adjectivos, com os verbos correctos e fazer maravilhosas poesias. Paciència. Mas se pertenço a um grande povo nao posso ser menos. Preciso de cuidar ser nobre e distinto, educado e gentil , ser corajoso. Nao procurar parecer e depois o nao ser. Precisamos de encontrar uma nova terra e um novo mundo que està dentro de nòs, nao fora. E' maravilhoso e extraordinàrio cuidar e ajudar a crescer quatro filhos, mas è pouco ainda. Sempre se trata de um pequeno coraçao porque todos fazem assim. Se nao fosse capaz de abraçar um Portuguès em qualquer parte do mundo, e se o meu Amor apenas dedicado aos meus filhos, nao seria qualificado, sempre um pobre homem que nao teria compreendido que a Vida è Amor. Porque viver sem Amor, deixa um grande vazio e sempre falta o equilibrio. Porra, como deve ser dificil ser o Presidente da Rèpublica ou um primeiro Ministro, e um pobre deputado. Passar todo o tempo nas praças e mercados a dar abraços e beijinhos ao povo que sempre procura amor e atençao. Nao sòmente a conseguir mais votos em tempo de eleiçoes. Quantos anos de preparaçao?. Os outros precisam de todo o tempo necessàrio para poder fazer progressos e melhorar. Sò tu deves pensar à Perfeiçao!

Como de qualquer um de nòs com coragem, um dia uma mulher reconheceu Jesus quando falava ( que nao è coisa de pouco )... de entre a multidao, levantou a voz, lhe disse: Bem aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste. Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam. Lucas9-27

Portugal està no coraçao de quem lhe quer bem. Depois a vitòria, està ali, là nao sei onde, mas que espera. Sinto-me forte sempre que lembro pertencer a um grande povo. Està ainda tanto para descobrir e conquistar. Viriato gostaria tanto de viver um destes dias, e nao sabemos.

Ainda o saber bem toda a Història, soube-se todas as linguas e todas as ciencias. Tive-se o dom da profecia, conhece-se todos os mistèrios, e ainda com toda a fè sem Amor nada seria. Depois um grande conversador e no meu coraçao nao senti-se o Amor,seria apenas um pedaço de carne que pode ver a luz mas que a nao compreende. Ainda que distribui-se toda a minha fortuna e ainda que entrega-se o meu corpo para ser queimado, nada disso me aproveitaria. Quem ama nao è invejoso. Sabe respeitar. Nao procura os seus interesses,è tolerante. Nao se comporta com indecencia. Procura a Verdade nao a injustiça. Tudo sabe sofrer. Tudo acredita. Tudo espera, tudo suporta. O Amor vencerà sobre a Morte!

Nao posso ficar à espera que um qualquer de vòs possa construir um Portugal melhor para os meus filhos e os vossos tambèm, là viverem. Mas nenhum vai poder escandalizar-se se um dia Portugal o querer pertencer àqueles que mais lhe querem bem. Nao vou para là desejar apenas respirar, mas o de poder levantar Portugal. Porque se nao formos nòs quem o vai poder fazer. Ou vamos ficar à espera que resuscite algum dos mortos. Cada um de nòs pode lutar, pensar à sua felicidade e à sua Perfeiçao. Possas nao tinha pensado, e se là em Portugal estao todos à minha espera e eu aqui que nao o sei. Cada um de nòs pode ser importante e no seu campo fazer a sua parte.

Se no final da minha vida, o meu coraçao deixar de bater, sem respirar, e nao sentir o Amor em mim, nao terei compreendido que a Vida è Amor e que quando nos despedimos de alguèm sò o Amor resta. Que estamos e ficamos tristes, quando alguèm nos falta e està longe de nòs porque a nao podemos abraçar e de dizer-lhe quanto representa e significa para nòs. Entao a Morte olha-se e se lembra-se de mim e eu sem Amor no meu coraçao capaz de a poder abraçar, nao estaria pronto, nao teria conquistado o Amor, o AMOR que cada um deve descobrir em si e depois multiplicà-lo. Nao nao quero pensar quanto estou longe, mas de quanto estou cada vez mais perto.

Filipe Martins
Visitante
Visitante

Sexo : Masculino Idade : 57
Emprego/lazer : motorista
Pontos : 2446
Data de inscrição : 17/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum